Elie Saab Haute Couture – Primavera/Verão 2013

A grife Elie Saab sempre me conquista com suas peças super detalhadas e cheias de glamour. Não seria diferente com a coleção primavera/verão, que trouxe a delicadeza das rendas em contraste com a sensualidade das transparências, sempre adornadas com bordados em pedras, que garantem à cada peça muito brilho.

A coleção desfilada na semana de moda de Paris explorou uma cartela de cores que incluía o branco, azul bebê, tons de dourado, lavanda, vermelho e preto.

Os bordados sobre o tecido, e principalmente sobre renda, marcaram a passarela do estilista, que explorou as pedras e as flores em alto-relevo. A transparência também estava muito presente, bem marcante em algumas peças, e apenas um detalhe em outras. O contraste da transparência com a delicadeza da renda e da cor branca é um elemento único na coleção da grife.

As peças em azul trouxeram a perfeição para a passarela e traduzem perfeitamente o sentido da primavera. O forro nude sob o azul deixou os vestidos ainda mais especiais, pois promoveram um tom sobre outro e combinaram muito bem!

Meu preferido, sem dúvida, é o terceiro. Adorei o brilho que o forro deu à saia, e os bordados delicados sobre a saia, e contornando a parte de cima, fizeram o vestido parecer uma tela pintada com cuidado. Vestido de princesa!

Charme e elegância são garantidos nos modelos em tom areia da coleção!

As características citadas anteriormente também aparecem nos modelos acima, embora os bordados tragam um toque mais sofisticado ao mesclarem o prateado com o dourado.

Os modelos na cor violeta foram feitos com delicadeza! Os bordados e os brilhos, combinados com as peças, remetiam ao um estilo lady like bem feminino.

Com mangas mais compridas e cintura marcada, o comprimento das saias passava do joelho para que as peças não perdessem o ar elegante da coleção. Mais uma vez, as flores de renda bordadas em alto-relevo apareceram nos detalhes dos vestidos.

A cor dourada trouxe ainda mais requinte para a passarela da Elie Saab!

Modelos dignos de tapete vermelho, não é? Deixa qualquer uma se sentindo a Kate Middleton. Achei linda a mescla do dourado com tecidos amarelos e pêssego.

Quebrando a cartela de cores clarinhas, veio o vermelho bem vivo. Um dos fatores tendência observado em vários outros desfiles foi a capa, presente no primeiro modelo abaixo:

Além das capas, os detalhes nos ombros também apareceram fortemente nessa semana de moda, assim como o comprimento midi (abaixo dos joelhos) em vestidos de saia estruturada.

O terceiro vestido é o meu escolhido da coleção. Quero um assim! ♥

A coleção de alta costura da grife também contou com modelos estampados:

O estilista misturou a delicada estampa floral em cores alegres com a estampa com referência barroca, cheia de arabescos e rica em detalhes, que apareceu na cor preta, criando um contraste inovador. No terceiro modelo, é possível observar uma capa acompanhando o vestido novamente, sempre na mesma estampa e tecido.

O estilista dramatizou o desfile com os vestidos na cor preta.

Sem fugir da proposta inicial: glamour com os bordados, elegância nos comprimentos e sensualidade nas transparências. Os modelos em preto fazem a linha clássica da coleção, em que a cor os transforma em peças atemporais.

Achei incrível a mistura que o estilista fez entre o tecido estampado com as flores decorativas bordadas até metade da saia no primeiro modelo!

E, por fim, a noiva Elie Saab:

O modelo incomum aos olhos atuais remete ao estilo rococó, destaque na moda francesa quando o rei Luis XIV assumiu o trono, antes da Revolução Francesa. O ícone desse estilo é Maria Antonieta. A saia armada era uma das características principais do movimento nas roupas femininas, e, para que esse efeito fosse possível, as mulheres usavam um panier, uma armação geralmente feita de galhos de salgueiro que armava a saia lateralmente. Nessa época, quanto maior a armação, mais elegante e rica era a mulher que estava usando. O espartilho também era muito presente na época, e, por isso, a cintura era muito marcada, assim como no modelo do estilista Elie Saab acima.

O nada discreto vestido também conta com uma saia de renda rebordada com outra renda, o que passa a ilusão de o vestido ser estampado. E o mesmo efeito seguia no véu. Achei uma obra de arte, apesar de não fazer meu estilo para uma noiva.

Ao lado, o responsável por todo o glamour que vocês acompanharam nesse post, o próprio Elie Saab divo muso extremo. Apaixonadas pela coleção assim como eu?

Fotos: Reprodução.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s